Destaques

 

 

Notícias sobre o Montijo

O que há de novo no Observatório

Áreas temáticas

Inquérito em Curso

Sabe o que é o Orçamento Participativo?
 

O Observatório

LEIA A PROPÓSITO...

em Agenda

Localização e Caracterização Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Dora Carvalho   
Quarta, 29 Fevereiro 2012 17:06

O concelho de Montijo, do ponto de vista geográfico e administrativo, localiza-se na margem sul do Rio Tejo, pertence ao Distrito de Setúbal e integra-se na Área Metropolitana de Lisboa (AML), bem como na Região de Lisboa e Vale do Tejo, à qual corresponde a Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDRLVT) e adopta a Nomenclatura de Unidades Territoriais para Fins Estatísticos – NUTS III da Península de Setúbal.

O concelho possui uma área total de 348,4Km2,

Em resultado da Lei nº 56/2012, de 8 de novembro, e da Lei nº 11-A/2013, de 28 de janeiro, o concelho do Montijo foi alvo de uma reorganização administrativa, passando a ser constituído por cinco freguesias.

Territorialmente apresenta uma delimitação administrativa, constituída por dois territórios geograficamente separados (25Km), a Zona Este, que compreende a Freguesia de Canha e a União de Freguesias de Pegões, com uma superfície de 291,6 Km2, confina com os concelhos de Benavente, Coruche, Montemor-o-Novo, Vendas Novas e Palmela. A Zona Oeste, composta pelas restantes 3 freguesias do Concelho - União de Freguesias de Montijo e Afonsoeiro; União de Freguesias de Atalaia e Alto Estanqueiro/Jardia; e Freguesia de Sarilhos Grandes, com uma superfície de 56,7Km2 é marginado pelo Estuário do Tejo (numa extensão de 22,7 km) e confina com os concelhos de Alcochete, Moita e Palmela. 

atualizado em Quinta, 26 Fevereiro 2015 16:45
 
Paleontologia e Arqueologia do Estuário do Tejo Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Gabinete do Esteval   
Sexta, 11 Junho 2010 19:11

Paleontologia e Arqueologia do Estuário do Tejo, faz parte da colecção Estudos Locais organizada pela Câmara Municipal de Montijo e tem como objectivo fazer o levantamento do património arqueológico do concelho. Esta edição dedica-se ao estuário do Tejo que tem nas suas zonas um vasto património de grande valor geológico, paleontológico e arqueológico.Tem como referência o estuário do Tejo e abrange toda a Península de Setúbal.

atualizado em Domingo, 31 Outubro 2010 21:43
 
Moinho de Maré do Cais das Faluas Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Gabinete do Esteval   
Sexta, 11 Junho 2010 19:00

O livro “Moinho de Maré do Cais das Faluas”, uma edição do ano de 2006, baseia-se numa série de estudos e de recolha de testemunhos na sequencia da recuperação e preservação deste património histórico e cultural do concelho de Montijo, os Moinhos de Maré.

atualizado em Quinta, 14 Outubro 2010 14:56
 
Montijo - Breve Resenha Histórica Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Gabinete do Esteval   
Segunda, 17 Maio 2010 20:00

Tradicionalmente designado como Aldeia Galega do Ribatejo, Montijo recebe a sua designação actual em 1930. As primeiras referências ao local remontam ao século XII, quando D. Sancho I doa o Castelo de Palmela e o território entre o Tejo e o Sado aos Cavaleiros da Ordem de Santiago.

No ano de 1514, a então Aldeia Galega recebe o foral outorgado por D. Manuel I, que lhe dá regalias municipais.

O aglomerado desenvolve-se particularmente na época de D. Afonso V, durante a vigência de D. Pedro, dada a menoridade do rei.

atualizado em Quinta, 14 Outubro 2010 14:56
 


O Cidadão do Montijo e a "WWW"

Páginas e blogs dos internautas do Montijo dedicados à nossa cidade ou com textos, fotografias e temas sobre o Montijo. Participe enviando-nos o endereço da sua página para cidadaniamontijo@gmail.com.

 

Se é utilizador duma rede social, pode seguir-nos na que lhe merecer adesão

                             facebook    twitter